POR CAP PM TARCISO

Em 1943 Porto Velho torna-se capital do Território Federal do Guaporé, criado pelo Decreto Lei n° 5.812, de 13 de setembro, constituído com áreas desmembradas dos Estados do Amazonas e Mato grosso, sendo nomeado seu governador Aluízio Pinheiro Ferreira (Major de artilharia do Exército Brasileiro). Atos do presidente da República Dr. Getúlio Domelles Vargas (CANTANHEDE, 1950).

A área constituída pelo Bairro Arigolândia era na década de 1940, um mata densa, derrubada em 1944 pelas máquinas da 2ª Companhia Rodoviária, que tinha à época, como comandante o Cap EB Ênio dos Santos Pinheiro. Esse trabalho foi auxiliado pelo instituto Agronômico do Norte, tendo como diretor, o agrônomo Edgar de Souza Cordeiro. A limpeza da área visava a instalação das primeiras casas pré-fabricadas de madeiras, para alojar as famílias dos guardas nordestinos integrantes da recém criada em 1944, Guarda Territorial. Esses nordestinos em sua maioria cearenses eram apelidados de Arigós (BORZACOV, 2007).

No local onde é hoje o quartel do 1° Batalhão da Polícia Militar do Estado de Rondônia, na Rua Major Amarante, nº 571, foram construídos dois barracões cobertos de palha para abrigar os nordestinos migrantes, trazidos pela Superintendência de Abastecimento do Vale Amazônico (S.A.V.A.), para trabalhar em seringais nativos, como “soldado da borracha”, os primeiros guardas foram recrutados entre esses migrantes. Com o fim da 2ª Guerra Mundial. O Coronel Aluízio Ferreira mandou, arranjar sobras de telhas, para cobrir os barracões, ainda na década de 1940 a Guarda Territorial foi transferida para o barracões da S.A.V.A, sendo adaptado para ser o seu quartel geral, com um pavilhão central, onde está o Comando, e mais o almoxarifado, armazém reembolsável, sala da Banda de música, cadeia (no pé de jambo) e enfermaria. No flanco direito desse pavilhão fica o alojamento das praças: no esquerdo funcionavam as oficinas de barbearia, alfaiataria, sapataria e carpintaria (MENEZES, 1980).

O mesmo prédio também foi sede no início da década de 1970 do Batalhão de Polícia Militar Marechal Arthur da Costa e Silva, criado pela GT respaldada pela esperança de ver cumprida o Decreto n° 411 que prévia a sua transformação em Polícia Militar, bem como, a necessidade de se definir como tal junto à comunidade rondoniense, por iniciativa própria e sem estar baseada em dispositivo legou, adotou a denominação de Polícia Militar (GRAVI & ASCENÇO, 2012).

A instalação publicada no BI nº 004, de 02 de Julho de 1976, a Policia Militar passou a existir, com uma estrutura provisória, aguardando a transição do Guarda Territorial para PM. Sendo a Companhia PM responsável pela execução do policiamento em todo Território Federal de Rondônia. A CIA PM embora já fosse identificada com 1ª CIA PM, passou efetivamente para tal designação em 12 de janeiro de 1977, ocupando as mesma instalações pertencentes a Guarda Territorial.

Em 19 de janeiro de 1983, é ativado o 1° BPM, criado pelo Decreto n° 717, de 07 de dez 1982. Apesar do 1° BPM ocupar outras instalações na década de 1980 na atualidade ocupa o mesmo prédio histórico pertencente a extinta Guarda Territorial. A Portaria n° 331/SSLeg/PM/96 assinado pelo Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de Rondônia, o Cel PM Cláudio Pereira Ramos Filho, cria o Brasão do 1º BPM, onde é homenageado Marechal Cândido Rondon.

Referências:
CANTANHEDE, Antonio. Manaus, Achegas para a História de Porto Velho. Manaus, 1950.
BORZACOV, Yêda Pinheiro. Porto Velho 100 anos de História 1907 – 2007. Academia de letras de Rondônia. Porto Velho, 2007.
MENEZES, Esron Penha de. Retalhos para a história de Rondônia. Porto Velho, 1980.
MENEZES, Esron Penha de. Retalhos para a história de Rondônia. Volume II. Porto Velho, 1980.
GRAVI, Carlos Alberto Vivian; ASCENÇO, Carlos Walbert Alves. Transição da Guarda Territorial de Rondônia para a Polícia Militar do Estado de Rondônia: 68 anos de proteção. Porto Velho, 2012.

Um comentário em “Prédio Histórico da PMRO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *